top of page
  • PRIMEIRA FASE

Dia 4: 24.01.2021 | DOMINGO



No domingo, a feira funcionou em horário diferente da época em que filmamos "Estou me guardando pra quando o carnaval chegar". Antes, a feira funcionava das 18h às 14h do dia seguinte. As pessoas passavam a madrugada na feira (há cenas no filme de pessoas dormindo). Agora, por conta da pandemia, o horário mudou e ficou mais curto. A feira funciona das 14h às 22h. O movimento é bem menor que antes, mas ainda assim há um número grande de pessoas e mercadorias circulando. Carros e ônibus de toda parte do Brasil: de Minas Gerais ao Piauí, e até do Pará passam por Toritama.


Há muitos ônibus que vêm com metade da capacidade de passageiros ou menos porque muitas pessoas agora deixam de vir pessoalmente para comprar pela internet ou por telefone. Os vendedores entregam os sacos de mercadoria diretamente ao motorista ou organizador da excursão. Das pessoas que usam máscaras, muitas as usam de forma irregular, deixando boca e nariz de fora. Procuramos Franciele, personagem do filme anterior, mas não a encontramos. Depois, ao telefone, ela contou que precisou ir até o sítio do irmão e não veio à feira. Na terceira etapa do Parque das Feiras, há muita gente circulando e, inclusive, praças de alimentação cheias. Se não fosse pelas pessoas de máscara, poderíamos dizer que o cenário é muito semelhante ao que filmamos em 2017 e 2018. Talvez a feira não seja um bom lugar para descobrir o que mudou em Toritama com a pandemia.



Comments


bottom of page